Uma briga em massa eclodiu no Bolsherechye na região de Omsk Rússiaem meio a crescentes sinais de resistência de Vladimir Putin ordem de mobilização. De acordo com o OVD-Info, um projeto independente russo de direitos humanos, cerca de 100 pessoas foram presas na Rússia hoje em protestos “ilegais” contra o recrutamento em todo o país. A mídia de resistência local twittou imagens da briga em Bolsherechye, na qual russos recentemente recrutados entraram em confronto com a polícia russa e membros da Guarda Nacional.

De acordo com o relatório, os recrutas deveriam ser enviados para uma base militar como parte da ordem de mobilização.

No entanto, eles brigaram com os policiais e tentaram arrastar os policiais para o ônibus.

Os homens desafiadores anunciaram que os oficiais do presidente Putin “iriam para as trincheiras com eles para morrer”.

O jornalista bielorrusso Tadeusz Giczan respondeu que isso era um sinal de que “nas regiões etnicamente russas nem todo mundo está interessado em ir à guerra”.

ATUALMENTE EM: Momento em que tropas ucranianas explodem caminhão blindado russo

Um oficial ucraniano, Anton Gerashchenko, que trabalha como conselheiro do Ministro do Interior da Ucrânia, repetiu essa afirmação.

OVO-info afirmou que os protestos eclodiram em pelo menos 32 cidades diferentes.

A maioria das prisões em protesto de hoje – pelo menos 59 – ocorreu em Novosibirsk, na Sibéria.

Os protestos na Rússia seguem tentativas de outros de fugir do país.

By Ortega

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *