Ucrânia junta-se a Espanha e Portugal na candidatura ao Mundial de 2030

A projeção dos logótipos da Federação Portuguesa (esquerda), da Federação Espanhola (centro) e da Federação Ucraniana durante uma conferência de imprensa de divulgação da candidatura de Espanha, Portugal e Ucrânia ao Mundial de 2030, na sede da Uefa, em Nyon. — imagem AFP

Quarta-feira, 05 de outubro de 2022 21:38 MYT

NYON (Reuters) – A Ucrânia, devastada pela guerra, se juntará a Espanha e Portugal na tentativa de sediar a Copa do Mundo de 2030, anunciaram hoje os presidentes das federações de futebol dos três países.

A proposta inicial foi publicada há dois anos e a Federação Espanhola de Futebol (RFEF) disse em comunicado que a ideia teve o apoio do presidente da Uefa, Aleksander Ceferin.

“A Real Federação Espanhola de Futebol e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) incluíram a Federação de Futebol da Ucrânia (UAF) na candidatura ibérica para organizar o Mundial de 2030”, disse a RFEF em comunicado.

“Com o total apoio de Aleksander Ceferin, a candidatura ibérica inclui a FA presidida por Andriy Pavelko para construir pontes e espalhar uma mensagem de unidade, solidariedade e generosidade em todo o futebol europeu”, acrescentou.

Portugal acolheu o Euro 2004, enquanto a Ucrânia co-organizou o Euro 2012 com a Polónia.

“O exemplo de tenacidade e resiliência do povo ucraniano é inspirador”, disse a FPF.

A FPF acrescentou que a candidatura conjunta “visa contribuir através da força do futebol para a recuperação de um país em processo de reconstrução”.

Acrescentou que os termos do papel da Ucrânia na candidatura “serão discutidos e definidos oportunamente”.

Isso segue o anúncio de uma autoridade egípcia no mês passado de que Egito, Grécia e Arábia Saudita estão em negociações para sediar conjuntamente a Copa do Mundo de 2030.

Em agosto, Uruguai, Argentina, Chile e Paraguai lançaram sua candidatura para sediar o evento – realizado no Uruguai para marcar o centenário da primeira Copa do Mundo – na esperança de trazer a vitrine global de volta à sua primeira casa.

A edição de 2026 já foi premiada com três países – Canadá, México e Estados Unidos.

Mais da metade das 21 finais da Copa do Mundo já sediadas foram realizadas na Europa, mas ainda este ano o Catar sediará as finais, a primeira vez que elas são realizadas no Oriente Médio. — AFP

By Ortega

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *